• Home
  • |
  • Blog
  • |
  • Escova progressiva – Tenha piedade dos fios

 junho 20

by Lorena Dourado

Em nome da beleza, nós “pintamos e bordamos” com os cabelos! A escova progressiva é um exemplo de que caímos na cilada do imediatismo. Nossa consultora em cabelos, a dermatologista Lorena Dourado, nos envia explicações importantes a saúde dos cabelos.

Escova progressiva - formol nos cabelos
Escova progressiva – Melhor aceitar os cachos e tratar o frizz com produtos que não detonam os cabelos

Escova progressiva

Cabelos macios, saudáveis e brilhantes exigem mais do que bons produtos. Existe uma falsa impressão de que ao se submeter à uma escova progressiva os cabelos se tornam mais bem tratados. Ledo engano. O que traz beleza para os cabelos é uma alimentação balanceada, rica em nutrientes. Isso sim é fundamental para a saúde dos cabelos. Pessoas desnutridas têm cabelos opacos e enfraquecidos. Por isso os cuidados com a alimentação devem ser redobrados, não sendo aconselháveis perdas de peso bruscas e dietas sem proteína.

Vamos entender o ciclo de vida dos fios com a dermatologista Lorena Dourado:

“Uma pessoa adulta possui cerca de 3 milhões de fios capilares. Eles nascem, crescem e caem após um ciclo, que dura de 2 a 6 anos. A velocidade de crescimento dos fios em uma pessoa saudável é de cerca de 1 centímetro por mês. O cabelo cresce em qualquer pessoa, porém a duração do seu ciclo é que pode ser mais curta. Por isso, algumas pessoas se queixam de que o cabelo não cresce, como elas gostariam. É que, nesses casos, os fios caem antes de ficarem longos. Fatores genéticos, doenças sistêmicas, medicações, idade, sexo e raça também influenciam no crescimento dos cabelos”.

Escova progressiva

“A maior parte da composição do cabelo é de queratina (proteína), que confere resistência e elasticidade ao fio. A camada mais externa do fio chama-se cutícula. Quando está íntegra, consegue proteger os fios das agressões externas (sol, poluição, cloro).

Os produtos químicos (tinturas, formol, alisamentos) e o hábito de usar secador quente e chapinha destroem a cutícula. Além disso, expõem os fios as agressões externas. As escovas progressivas, com o intuito de devolver o brilho perdido pelos maus tratos à cutícula, se utilizam do formol em altas concentrações.

Visite o perfil da dra. Lorena Dourado e veja o que ela diz sobre a saúde dos cabelos

Efeito maçã do amor

Escova progressiva não é alisante. Ela apenas forma uma camada dura sobre o cabelo. Assim, como na caramelização de uma “maçã do amor”. Por fora o cabelo está alisado e bonito, mas estragado por dentro. A alta concentração do formol (geralmente mais de 20{13aeb674b5be11d6b6d7dc1205a38315539e8eeb19b3bf97a62a933f887807f2}) é muito irritante e pode provocar alergia no couro cabeludo. Portanto, a saúde dos cabelos fica em risco.

Além disso, o fato do formol se volatilizar (transformar-se em gás), gera riscos cancerígenos para quem o aspira. Outras substâncias químicas que funcionam como alisantes são à base de bissulfito de amônio, tioglicolato, hidróxido de sódio, hidróxido de potássio, hidróxido de guanidina e hidróxido de lítio. As escovas alisantes com tioglicolato em pequena concentração são menos agressivas para os fios e podem ser repetidas a cada três ou quatro meses”.

Condicionadores e Máscaras

“Os condicionadores devem ser usados no dia a dia, tanto os com enxágue, quanto os do tipo leave-in. Eles recobrem superficialmente a cutícula e facilitam o desembaraçar dos fios. Já as máscaras capilares conseguem penetrar na cutícula do fio, que ganha maior espessura e força. Ambos têm um papel importante nos cuidados com os cabelos. Esses produtos tratam a cutícula dos fios, responsável por deixar os cabelos com brilho, sedosos e sem frizz. Também é aconselhável usar uma vez por semana ou quinzenalmente algum xampu anti-resíduo para limpar as escamas da cutícula”.

Prefira os especialistas associados à Sociedade Brasileira de Dermatologia

 

#formol #Escovaprogressiva #tintura #caspa #chapinha #boavidaonline #boavida #aureliaguilherme #saúdedoscabelos #saudecapilar #cabelos #draLorenaDourado

share this

Related Posts

Vermífugos são mesmo necessários?

Síndrome de down em show no cinema

Escova Progressiva Segura

>