• Home
  • |
  • Blog
  • |
  • Dia Nacional de Combate à Hipertensão, com o doutor Francisco Marques

 abril 26

by Aurelia Guilherme

Dia Nacional de Combate à Hipertensão pressão arterial elevada consequências

“Não faz muito tempo, pensávamos que a Hipertensão era uma doença de pessoas idosas. Mas o mundo moderno, com nossos péssimos hábitos, mudou o caráter dessa doença dos vasos sanguíneos e hoje, até os adolescentes podem ser portadores desse mal silencioso e imprevisível. Gostaria de aproveitar a oportunidade para dizer que realmente a Hipertensão Arterial é uma doença gravíssima, que atinge cerca de 30% da população brasileira, com riscos reais de Infarto, Acidente Vascular Cerebral (derrame) e Insuficiência Renal, problemas que tiram a vida de milhares de pessoas ou as deixam incapacitadas e com dificuldades de toda a ordem.

Não se sabe a causa de mais de 90% dos casos de hipertensão, essas, são de origem idiopática ou, primária; talvez, uma herança familiar, talvez um estilo de vida desregrado. Mas, o fato é que, caso não seja tratada, ao longo do tempo, as consequências podem se tornar seríssimas.

Dia Nacional de Combate à Hipertensão pressão arterial ideal A pressão, considerada normal, pelas Sociedades Brasileira e Americana de Cardiologia, deve ser de 12 (pressão sistólica) por 8 (pressão diastólica):120/80 mmHg. A pressão máxima se mede, quando o músculo cardíaco se contrai e, a pressão mínima, quando o coração está relaxado, guardando as devidas alterações fisiológicas durante a prática de atividade física, quando a pressão se eleva e, em repouso, quando ela fica mais baixa.

Aborrecimentos, sustos, surpresas muito grandes ou qualquer impacto faz com que as glândulas suprarrenais liberem a adrenalina. A pressão vai subir, essa é uma substância vasoconstritora. O coração acelera, os vasos e as artérias se contraem, dificultando a passagem do sangue, elevando a pressão. O cigarro também tem substâncias vasoconstritoras.

Essa é uma doença silenciosa, que lentamente se agrava, principalmente em pessoas ansiosas, obesas, tabagistas e que tenham o péssimo hábito de consumir sal em excesso, um grande vilão na história da Hipertensão. O excesso de sal altera o sistema das enzimas renais e provoca vasoconstrição, além de produzir hormônios antidiuréticos.

Quando a pressão se mantém alta por longo tempo, o músculo cardíaco vai se tornando hipertrofiado, perdendo a força e a elasticidade de um coração saudável até se formar um quadro de Insuficiência Cardíaca. Todo o corpo fica mais inchado, principalmente as pernas. Os pacientes também se queixam de falta de ar.

Nos rins, acontece o mesmDia Nacional de Combate à Hipertensão órgãos mais afetados pela hipertensão arterialo, em médio e em longo prazos, chega-se a uma Insuficiência Renal. Aliás, a Insuficiência Renal é causa e efeito da Hipertensão. Quando se é hipertenso, os rins não recebem o sangue adequadamente. Mas, a Insuficiência Renal também provoca a Hipertensão.

Essa é uma doença dos vasos sanguíneos que não tem cura, apenas controle. A não que se trate de uma Hipertensão Secundária que, uma vez tratado o problema primário, a pressão volta ao normal.

O fato é que há uma diversidade grande de medicamentos que conseguem baixar a pressão por vários mecanismos de ação. Todos os pacientes devem ser analisados sob um ponto de vista bem individual para a escolha do melhor vasodilatador. O medicamento prescrito deve ser tomado com rigor, seguindo a orientação médica.

Nesse dia de combate à Hipertensão, vamos lembrar que um check up deve fazer parte de nossa rotina, que a atividade física é fundamental, que o alimento deve ser o mais natural possível e que a vida merece ser vivida com alegria e saúde.

Peça sempre ao seu médico que afira sua pressão e não se descuide. Todo o funcionamento do corpo pode ser alterado, se o sangue não correr com fluidez pelas veias!”

share this

Related Posts

Vermífugos são mesmo necessários?

Síndrome de down em show no cinema

Escova Progressiva Segura

>