Síndrome de down em show no cinema

Boas risadas estão garantidas com o filme Colegas. O longa metragem brasileiro traz atores com a Síndrome de Down como protagonistas. Eles dão um show de interpretação.

filme colegas sindrome de down

Atores com Síndrome de Down no cinema

Ariel Goldenberg, Rita Pokk e Breno Viola foram dirigidos por Marcelo Galvão, que também é roteirista do filme. A aventura começa quando os 3 personagens com Síndrome de Down resolvem fugir com o Karmann-Ghia do jardineiro (Lima Duarte), bem ao estilo de “Thelma & Louise”.

Cada um busca seu sonho. Um deles, Stalone (Ariel Goldenberg), nunca viu o mar. Ele sonha acordado com todo aquele azul, refletindo o sol, as ondas brincando com a areia fofa e branquinha. Já Aninha (Rita Pokk) sonha em se casar, como muitas mulheres até hoje o fazem. Ela sai em busca de seu príncipe encantado. Márcio (Breno Viola) sonha com asas que o façam cortar o vento. Márcio precisa voar.

 

Nossos 3 heróis se metem em muitas “roubadas”, divertindo o público, nesse filme, que foi lançado em 1º de março de 2013. A história foi inspirado em 2 filmes americanos: Little Miss Sunshine (2006) e, é claro, Thelma & Louise (1991). Muito bom!

Veja também o lindo trabalho que faz a Asdown, a associação de luta pelos direitos dos Down. Clique aqui!

Vem Sean Penn

Vem Sean Penn

A internet quebra distâncias. Através do vídeo, “Vem Sean Penn”, o ator americano não resistiu ao charme do nosso ator Ariel Goldenberg, quando o convidou para a pré-estreia do filme Colegas. O vídeo passou de 1 milhão de acessos. Porém, eles acabaram se conhecendo em Los Angelis, na casa de Sean, que fez um churrasco especialmente para ele. Alguém falou em Síndrome de Down?

Melhor ainda, é ver as performances desses atores, que ultrapassaram, e muito, as barreiras da Síndrome de Down. Veja o caso de Ariel Goldenberg: Muita gente deve se lembrar do “Vem Sean Penn”, ocasião em que esse ator gravou um vídeo, junto a outras personalidades brasileiras, convidando o seu ídolo, o ator Sean Penn, para vir ao Brasil, para assistir ao lançamento do filme, ao seu lado. Ele é tão carismático que, em 3 dias, o vídeo teve mais de 1 milhão de acessos no Youtube, é mole? 

sindrome de down colegas

Sean Penn não pode vir, porém Ariel foi a Los Angeles, especialmente para um churrasco na casa do ator. Detalhe: o churrasco foi oferecido a ele. 

Depois dessa e de tantas outras histórias de crianças, adolescentes e adultos com Down, que se superam em diversas atividades que exigem do corpo, do intelecto e das emoções, quem pode dizer até onde os portadores de Síndrome de Down podem ir?

Só resta a certeza de que o amor, a aceitação e a inserção social são a receita certa para acabar com as minorias. Somos um todo! Somos um povo! Parabéns àqueles que abraçam essa causa ou qualquer outra, em nome do bem estar do outro!

Comentários